Marcelo Ment assina o novo mural do Distrito de Arte do Porto no Rio de Janeiro e inova utilizando a tecnologia com o auxílio de drones

O artista urbano, que tem muros assinados pelo Brasil, Nova York, Boston, Chicago e Paris, assina mais um mural no Rio de Janeiro com 1,084m2. Junto com Ment, um drone fez uma parte da pintura do galpão, unindo street culture com tecnologia, foi a primeira vez na América Latina que essa tecnologia é utilizada.

“Estou com uma expectativa bem legal para esse projeto, não só  pelas dimensões, mas por tudo que ele representa para aquela região. É isso: recomeçar com o pé direito”, conta Ment.

O mural faz parte do Distrito de Arte do Porto, que foi lançado há dois meses com o incentivo da Cury Construtora, sendo um dos  maiores corretores de arte ao ar livre do mundo, marcando o seu território como polo de cultura e entretenimento na região, oferecendo para a cidade mais um ponto turístico e de ocupação. O Mural do artista Ment, tem o apoio da cerveja Tiger e das Tintas Coral.

 “São duas grandes qualidades do Porto Maravilha, a Arte Urbana e os setores de inovação e tecnologia. O território vem se movimentando para ser referência mundial nestas áreas, e este mural é o start deste processo. Vamos entregar a rua para as pessoas em um dia único de arte, esporte, cultura e tecnologia. São as vocações naturais do Porto ressurgindo após a pandemia”. explica Hiroshi Shibuya, idealizador e diretor executivo do Núcleo de Ativação  Urbana.

A visitação no Distrito de Arte do pode ser feita no Passeio Ernesto Nazareth, que fica entre a Rua Professor Pereira Reis com a Avenida Cidade de Lima em um ambiente totalmente instagramável e próximo de várias atrações do Porto com a Rio Star, AquaRio, Casa Porto e Destrave Bar.

Sobre o Distrito de Arte do Porto:

A Zona Portuária do Rio de Janeiro vem ganhando novos traços e coloridos, mesmo em tempos de pandemia, o projeto Distrito de Arte do Porto nasce com propósito de ressignificar espaços através de intervenções artísticas, gerando integração, turismo, espaços de convivência mais convidativos em um dos locais ainda pouco explorados por quem visita a cidade maravilhosa e até mesmo os cariocas. Nesta primeira fase, o público poderá conferir mais de 11.000m² de muita arte pronta e, alguns em execução, já que os trabalhos estarão em constante transformação através de outros projetos que serão lançados em outras  fases.

O Distrito de Arte do Porto tem como propósito ocupar e transformar a região, além de homenagear e gerar reflexões em vários segmentos e temáticas. Assim como, a obra produzida pelo artista Nadi em homenagem ao samba com Beth Carvalho e Arlindo Cruz intitulada de “O último dueto”. Já o painel feito pela artista Juliana Fervo, reforça a liberdade profissional das mulheres, tendo como ilustração uma mulher que trabalha no setor petrolífero, levantando a discussão sobre equidade de gênero no mercado offshore, o ACME ilustra histórias com os líderes do movimento negro realizado com o apoio do Consulado Geral dos EUA no Brasil, Airá OCrespo apresenta o mural “Leite Derramado” o artista expõe a desigualdade social com uma imagem aparentemente ingênua, mas que abre um debate para diversas interpretações e discussões sobre a dinâmica da nossa sociedade desde os tempos coloniais. Uma pintura com caráter emocional, que traz a amamentação, mas que provoca profundas reflexões para quem tem o prazer de encontrá-la na rua.

Além desses murais, vários outros artistas, como Ananda Nahu e Marcelo Ment, ilustram o Distrito com temas que envolvem as causas sociais, machismo estrutural e equidade, em meio ao desenvolvimento de metrópole na região, o distrito busca, através da arte, criar ambientes mais humanizados, gerando convivência, integração e desenvolvimento social melhorando a qualidade de vida dos moradores e das pessoas que habitam a região.

Fotos de: Patrick Gomes

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião deste portal de noticias