Pornografia, entenda esse mar, por Gustavo Tait

Salve meu mano, eu sou o Gustavo Tait e essa é a coluna Vira Homem.

 

Hoje falaremos sobre uma indústria que movimenta bilhões de dólares, que está presente dentro das casas e na rotina de grande parte da população masculina e que é responsável direta e indiretamente por infinitos danos na vida de nós homens, mas também na vida das mulheres, que sofrem na pele a consequência dos efeitos colaterais dessa epidemia doentia que é a pornografia.

 

Nós homens oriundos de uma sociedade patriarcal e machista, fomos em grande parte incentivados desde muito novos a consumir todo e qualquer tipo de pornografia, foi nos ensinado que HOMEM de verdade precisava consumir esse tipo de conteúdo. Assim crescemos com esse hábito destruidor que de forma silenciosa é responsável por grande parte dos problemas sexuais que grande parte da população masculina enfrenta, além de também ser um dos principais responsáveis por tantas atrocidades que nós homens causamos ao universo feminino.

 

Somente no Brasil, um estudo mostra que temos mais de 30 milhões de consumidores de pornografia e se engana quem acha que isso é hábito de solteiros, o mesmo estudo aponta que 70% dos consumidores estão em um relacionamento de namoro ou casamento.

 

Já está mais que comprovado que a pornografia é responsável por infinitos distúrbios como, ejaculação precoce, impotência, ansiedade, depressão, síndrome do pânico, infidelidade e infinitas doenças físicas e emocionais.

 

Os efeitos colaterais desse hábito são muitos, mas de uma forma pratica, listei abaixo 10 pontos sobre a pornografia, para que você possa refletir sobre esse assunto em sua vida.

 

 

1- Alimenta a doença do estupro – O homem acredita que a mulher é um objeto e assim age em seu dia a dia. Grande parte da pornografia retrata a mulher como um simples objeto de prazer, que está ali apenas para satisfazer de forma “perfeita” os desejos de nós homens. Nosso cérebro não sabendo diferenciar a realidade da ficção, capta essa mensagem como verdade e passa a olhar para as mulheres com essa perspectiva de objeto. Atualmente a cada 2 minutos uma mulher é violentada no Brasil e são oficializados em média 200 estupros por dia.

 

2- Cobrança de performance – Em busca a ter a mesma performance dos atores pornôs, nós homens nos cobramos tanto, que acabamos tendo sérios problemas psicológicos, gerando uma baixa autoestima, impotência, ejaculação precoce, síndrome do pânico, depressão ou a busca desenfreada por estimulantes e drogas para aumentar a performance.

 

 

3- Cobrança do parceiro – Desejamos que nossas parceiras sejam verdadeiras atrizes pornôs e tenham corpos esculturais. Perdemos o interesse e desejo em nossas relações. Gerando infidelidade, término de relações entre tantos efeitos colaterais, além de forçar muitas vezes nossas parceiras na busca insana por um corpo perfeito para nos agradar.

 

4- Tráfico humano – Hoje existem ainda mais de 2 milhões de mulheres em condições de escravas, atuando no mundo pornográfico e suas vertentes. A indústria pornográfica hoje movimenta bilhões de dólares, estando a frente até da indústria das drogas. Muitas daquelas mulheres que você vê diariamente em seu consumo pornográfico estão vivendo em condições sub-humanas.

 

5- Síndrome do pinto pequeno – Comparação corporal com atores pornôs. Gerando os mesmos problemas psicológicos já mencionados. Insegurança, ejaculação precoce, depressão, síndrome do pânico. Essa comparação é tão séria que muitos homens relatam que evitam e fogem de relações por medo e insegurança relacionadas a seu corpo.

 

6- Ejaculação precoce – Um distúrbio que atinge mais de 40% da população masculina, onde a pornografia é uma das principais responsáveis por esse altíssimo número de homens que sofrem diariamente com esse mal. Fatores já mencionados acima como cobrança de performance, insegurança, juntamente com a masturbação que busca prazer rápido e artificial são verdadeiros combustíveis para essa situação tão desagradável.

 

 

7- Vicio e ladrão de tempo – 30% de todos os dados transferidos pela internet atualmente são de pornografia. A pornografia está presente em grande parte do dia de seus consumidores, atuando em nosso cérebro com uma droga, gerando dependência e roubando grande parte do nosso tempo e vida. Vão desde conversas no WhatsApp ao tempo dentro dos quartos e banheiros.

 

8- Pornográfica infantil – Nos últimos 6 meses foram fechados mais de 50 mil sites pornográficos com conteúdo infantil, um universo obscuro e assustador, mas que está presente e acabando com a vida de crianças e jovens diariamente. Mais de 50% das vítimas de estupro no Brasil são menores de 15 anos.

 

9- Infidelidade – Pornografia gera infinitos combustíveis para você se tornar uma pessoa infiel, seu corpo não entende que o que está vendo é fictício, ele manda recados poderosos para seu cérebro que você está aberto a toda e qualquer relação com outras mulheres. Seu olhar muda, suas atitudes mudam, além de falar de toda insatisfação em busca de performance própria e da parceira que ajudam nessa busca por novos parceiros.

 

10- Depressão – O Brasil é o país mais depressivo do mundo e também um dos maiores consumidores de pornografia do mundo. Todos os itens acima mencionados, além dos outros infinitos efeitos colaterais da pornografia são excelentes combustíveis para uma depressão e distúrbios físicos e emocionais, iniciar em sua vida de forma silenciosa.

 

 

Esses são apenas 10 tópicos, mas você já percebeu que daria para se estender em infinitas páginas nesse assunto.

 

Então meu irmão, novamente lhe digo. Se seu desejo é ser um HOMEM de verdade, que respeita verdadeiramente a sua vida e a vida das mulheres, a pornografia não pode mais fazer parte de sua vida. Se preciso, procure um terapeuta ou especialista na área, faça o que for, mas não deixe que esse mal faça parte mais um dia sequer de sua vida!

 

 

HOMEM DE VERDADE NÃO CONSOME PORNOGRAFIA.

 

Um grande abraço e até breve.

 

Gustavo Tait.

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião deste portal de noticias