O PESO DA MENTIRA

Salve meu mano, eu sou o Gustavo Tait e essa é a coluna Vira Homem.

Caso você esteja chegando agora por aqui, diretamente nessa reportagem, lhe convido a acessar os artigos anteriores, onde trago uma sequência de informações de grande valia para sua evolução e transformação pessoal. Essa coluna tem uma sequência lógica que são complementadas a cada semana.

O PESO DA MENTIRA

Conforme abordamos na semana passada, a mentira é um mal que assombra grande parte da população brasileira, onde pesquisas mostram que mais de 95% dos homens, mentem ao menos 10x por dia, podendo chegar até a 100 mentiras diárias.

Seja mentirinhas “inocentes” ou até grandes mentiras. Não importa o tamanho que seja, mentira é mentira e tem consequências gigantescas na vida do mentiroso e daqueles que são enganados.

Caso você não tenha lido a última coluna, sugiro que volte ao menu principal e acesse agora a postagem “EI MENTIRO, ESSA É PARA VOCÊ”.

Agora que temos a total consciência que não existe justificativa para uma mentira e que sim a mentira é o maior ato de covardia que podemos ter, pois impedimos o enganado de viver a realidade, precisamos adentrar nosefeitos colaterais que as mentiras causam em nossas vidas.

A MENTIRA PESA MUITO, sabe aqueles segredos que você tem guardado, aquelas mentiras que sustenta a anos, aqueles fatos que você não gosta nem de pensar, então meu amigo, eles podem ser a causa de grande parte dos seus problemas físicos e emocionais.

Por mais profundo que você possa deixar, essas mentiras que você conta diariamente ou precisa sustentar de toda maneira, acabam causando gigantescos danos em seu sistema nervoso, deixando o corpo sempre em alerta, na defensiva, gerando um stress crônico invisível.

Não é possível vivermos uma vida em liberdade e leveza sustentando mentiras. Sempre estaremos em alerta,pensando na possibilidade de sermos desmascarados. Ai de uma mentirinha simples, precisaremos contar outra e outra e outra…

Se o nosso objetivo aqui nessa coluna é trabalhar nossa evolução pessoal e cura masculina, precisamos de vez olhar de frente para nossas mentiras.

Lhe convido agora a fazer uma reflexão de todas as mentiras que você sustenta, seja elas qual forem, se possível escreva em um papel, quando escrevemos potencializamos muito essa atividade, tente ir mais profundo possível e lembre-se de que não existe mentira do bem, mentirinha inocente, mentira para proteção dos outros, mentira é mentira, então acesse toda sua vida e traga a consciência todas as mentiras que você está sustentando hoje, também traga a consciência aquelas mentiras que você conta diariamente sobre sua masculinidade, dinheiro, sexualidade, seja ela qual for.

Olhe frente a frente para todas essas mentiras e saiba que elas podem ser as responsáveis por seu nervosismo, sua depressão, sua ejaculação precoce, sua impotência, seus vícios… Como já mencionamos aqui, nosso corpo é perfeito e sempre está em busca do equilíbrio, toda mentira tem um peso e sim, nosso corpo buscara uma válvula de escape para amenizar esse peso.

Agora que trouxemos à tona essas mentiras que sustentamos, nosso objetivo será criar um plano de ação para excluir de vez esses pesos de nossa vida. Mas calma, não estou falando que você terá que sair escancarando a verdade de uma hora para outra, isso precisara ser feito com inteligência e de forma estratégica, para não causar ainda mais danos.

Se seu objetivo é transformar sua vida e se tornar um HOMEM de verdade, preciso lhe dizer, HOMEM que é HOMEM não mente! Sendo assim a partir desse momento lhe convido a agir somente em verdade custe o que custar, já as mentiras do passado que estão pesando tanto sua vida, iremos juntos criar uma estratégia para tirar de vez esse peso de suas costas. Mas isso faremos na próxima semana aqui em nossa coluna.

Vamos juntos irmão, nosso desafio é passar essa semana agindo somente em verdade, você é capaz? Eu confio em você.

Se você acha que esse tema é relevante, compartilhe com o máximo de pessoas que puder, para que juntos possamos construir uma sociedade melhor para nós e para as próximas gerações.

Até breve.

Gustavo Tait.

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião deste portal de noticias