Barra

Existe amor, mas o tesão acabou. E agora?

Por: Dra Maysa Rodolfo

Ginecologista e obstetra

Existe amor, mas o tesão acabou. E agora?

Este questionamento é muito comum entre as mulheres. Primeiramente, é preciso entender que ter fases em que a libido está mais baixa é completamente normal. O preocupante é quando isto se torna persistente e traz insatisfação do casal, o que pode atrapalhar ou acabar com um relacionamento longo.

Mas o tesão acaba? Sim! Mas, felizmente, pode ser só uma condição temporária. Existem algumas atitudes que ajudam a reverter este problema.

Primeiramente precisamos entender as causas da falta da libido.

O estresse é o principal fator que altera o desejo sexual. Qualquer tipo de preocupação, seja com trabalho, dinheiro, saúde, familia, etc. pode afetar a libido, bem como o acúmulo de funções. cansaço e eventuais brigas. O fato é que, se a cabeça fica se preocupando com determinados problemas, cria uma forte desconexão que atrapalha o corpo de estar presente no sexo.

Os hormônios também tem grande influência na vida sexual. Alguns medicamentos podem provocar alterações e, consequentemente, a diminuição da libido, como antidepressivos, ansiolíticos e anticoncepcionais. Os períodos menstruais, a gestação, a lactação e a menopausa também influenciam nas oscilações hormonais e, consequentemente no desejo.

Alguns aspectos psicológicos e emocionais estão ligados ao desejo sexual. A baixa autoestima decorrente da insatisfação com o próprio corpo. O medo de se entregar completamente a outra pessoa decorrente de algum trauma passado. Manter um relacionamento sem amor, só por comodismo ou medo de ficar sozinha.

Muitas vezes, discussões e brigas recorrentes, muita crítica vinda do parceiro podem fazer a raiva se sobressair à vontade de ter relações sexuais. Da mesma forma, fazer sexo sem vontade, só para agradar seu parceiro, pode levar o seu corpo a criar uma relação negativa com sexo que, com o tempo, pode se tornar uma rejeição a ele.

A rotina muitas vezes acabam com o relacionamento. Fazer sempre as mesmas tarefas, cuidar do filho, trabalhar, ter relações sexuais sem inovações acaba com a surpresa e a excitação. O sexo se transforma em apenas mais uma tarefa a ser cumprida.

Mas então, o que fazer quando o tesão acaba?

O primeiro passo é cuidar de você mesma e da sua autoestima. Procure se valorizar, se elogiar, exaltar seus pontos positivos. Tente mudar o que você não gosta, quando possível. Quando não, aprenda a se aceitar, ninguém é perfeito e você não pode ficar sofrendo por um pequeno detalhe diante da grandeza que é você.

Conversar é fundamental para um relacionamento saudável. Tente criar o hábito de conversar com seu companheiro todos os dias, sozinhos, sem filhos, sem telefone, para retomar a conexão entre vocês. Falem de assuntos diversos, falem também sobre sexo… fiquem à vontade um na companhia do outro.

Busque inovações no relacionamento. Valorize os momentos em que estão a sós. Marquem um encontro, paquerem, reconquistem-se. Encontrem maneiras diferentes de fazer as mesmas coisas.

Use a criatividade na vida sexual de vocês. Procure usar acessórios, fantasias, jogos sensuais, posições diferentes, locais diferentes, sexo oral…

Crie situações inusitadas… prepare um ambiente romântico, com luz baixa, velas, música, aromas…coloque uma lingerie bem sexy, faça um striptease…

Além disso, vale a pena conversar com seu ginecologista sobre o assunto. Ele poderá avaliar e tratar possíveis causas hormonais ou medicamentosas, alem de poder te orientar e acompanhar este problema com você. Em alguns casos, também, é aconselhável consultar um sexólogo ou um terapeuta sexual para recuperar o tesão.