Connect with us

Por Ai com Denny Silva

Homenagens aos “Notáveis USA 2019” vai acontecer dia 31 de janeiro

Published

on

Devido a pandemia do novo coronavírus e suas restrições, vários eventos foram cancelados ou adiados. Um deles foi o Notable Brazlian Award, que todos os anos homenageia brasileiros que se destacam nos Estados Unidos, em suas áreas de trabalho. O evento, que deveria acontecer em julho teve a sua data transferida para o final deste ano.

Mas devido às novas restrições, a organização do evento sob a coordenação da Brazilian Community Heritage Foundation (BCHF), adiou mais uma vez a cerimônia de homenagem, que acontecerá online.

De acordo com as informações, a nova data será dia 31 de janeiro de 2021 e a estratégia de homenagem quanto entrega dos prêmios e apresentação da exposição “História da Comunidade” já está elaborada e seguirá todos os critérios para manter a todos seguros e protegidos do vírus.

O Brazilian Notable Awards surgiu em 2010 com o nome de “Notáveis USA” e seu objetivo é homenagear aqueles que contribuem de forma positiva para o crescimento da comunidade brasileira, bem como se destaca em suas áreas de atuação.

A escolha dos homenageados ocorrer através de um processo de indicação e depois votação. A própria comunidade é a protagonista nos dois, indicando e votando. As categorias são das mais diversas e abrange jornalistas, profissionais liberais, ativistas, artistas, profissionais de saúde, empresários e outros.

Atualmente o processo de indicação para a escolha da edição de 2020 está em andamento e para participar, basta acessar o site do jornal Brazilian Times, www.braziliantimes.com, clicar no banner do evento e fazer uma indicação.

Notáveis já confirmados:

Amaury Gaudério, Eduardo Silva, Eduardo Varanda, Gil Bastos, Henrique Araújo, Juliana Oliveira, Márcia Davidowski, Maria Twins, Rafaela Chaves, Rigoberto Ribeiro, Thais Partimiano Victorello, Edna Nunes, Helena Hutchington, Capitã Léia Eisenhower

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por Ai com Denny Silva

Radicada em Nova York Ana Moioli fala sobre novos projetos.

Published

on

A  premiada atriz, produtora, escritora e diretora brasileira  radicada em Nova York Ana Moioli fala sobre novos projetos.
Sua carreira  em atuação abrangeu boa parte do  mundo , do Brasil à Rússia e de la aos Estados Unidos.
A artista é Co-Diretora Artística e Fundadora do Et Alia Theater, uma organização baseada em Nova York, fundada e liderada por mulheres de varias partes do mundo.
Ana  recentemente produziu e estrelou CherryBomb, uma série de TV que será lançada no Amazon Prime este ano .
Alem de receber prêmios e indicações por suas atuações no teatro e no cinema. Em filmes, alguns de seus créditos recentes incluem
 Elsewhere de Guilherme Pedra (Prêmio ASFF de Melhor Atriz;
Prêmio Especial do Júri do Brazil International Film Festival) e Julieta de Vicente Gonzalez (Curtas Independentes
Prêmio – Melhor Atriz Indicada).
Ana Moioli também estrelou em vários espetáculos teatrais,  como “Birds of a Feather”
(Festival Take Ten Play – Nomeada como Melhor Atriz), ‘Veinticinco’ (The Tank / dirigido por Attilio Rigotti),
‘Running in Place’ (Et Alia / dirigido por Isabella Uzcátegui) e ‘On How To Be A Monster’ (Et
Alia / dirigido por Federica Borlenghi). Sua peça ‘For The Time Being’ foi recentemente produzida no
NYWinterfest Festival, do qual também foi atriz principal.
Ela está se preparando para ser a co-diretora de Till Morning, curta-metragem de Luísa Galatti, em pré-produção. Tambem esta em  sua  lista de  projetos para 2021
produzir e atuar em  um novo projeto da Et Alia “Stella,Come Home”,
“Stella, Come Home é uma exploração dançante de um clássico americano através dos corpos das mulheres internacionais de nossa companhia. Fique ligado nos episódios semanais em nossas redes sociais – vamos revelando peças aos poucos.”

Para saber mais  sobre Ana Moioli, siga  nas redes sociais @anamoioli ou acesse o site www.anamoioli.com

Continue Reading

Por Ai com Denny Silva

Kica de Castro a fotografa que traz devolta a autoestima para pessoas com deficiência

Published

on

Kica de Castro a fotografa que  traz devolta a autoestima para pessoas com deficiência

Nascida em São Caetano do Sul, grande ABC de São Paulo. Fez faculdade em comunicação social com ênfase em publicidade e propaganda. Trabalhando em agências entre os anos de 1995 a 2000.
No ano de 2000, comecou a fotografar profissionalmente, eventos sociais e corporativos, o que faz até hoje.
No ano de 2002, Kica foi trabalhar como chefe de fotografia em um centro de reabilitação para pessoas com algum tipo de deficiência física e a demanda eram fotos científicas para prontuário médicos e artigos científicos. Ficando nessa função por 5 anos.
“As pessoas que chegam no estúdio da instituição, não tinham nada de autoestima … tirar foto era um momento de total invasão da privacidade, eles sentiam vergonha.
Resolvi transformar o setor em um estúdio fotográfico com a complementação de espelho, maquiagem e deixar rolar uma boa música durante a sessão … isso quebrou o gelo e as pessoas começaram a perguntar se eu fazia book para uso pessoal.
Assim fiz, usava parte de meu expediente para atender os mesmo, a preço de custo, filme e revelação … pos na instituição eu usava equipamento analógico. “
Fiz uma pesquisa, vi que tudo já tinha na Europa, realmente TUDO.” diz Kica
No ano de 2005, Kica cria um programa de TV, em uma emissora regional, na cidade de Osasco. Hoje usam mais as redes sociais, instagram e youtube.
No ano de 2006, Kica Faz  pós graduação em fotografia e no ano seguinte, 2007, deixa o seu emprego fixo e cria uma agência de modelos exclusiva para profissionais com  deficiência.
Com foco de dar reais oportunidades no mercado de trabalho, como atores nas artes cênicas e publicidades, assim como formar profissionais para editoriais de moda e passarelas.
Ao longo  anos, bons resultados, mas ainda não temos a inclusão como uma realidade. São poucos os trabalhos oferecidos para esses profissionais.
Objetivo do Viver Eficiente é dar voz e visibilidade para a dita minoria de pessoas com deficiência, que são 24% da população brasileira, em torno de 46 milhões de pessoas.
Não focamos no assistencialismo ou capacitismo, aqui de fato é reconhecimento pela eficiência de cada indivíduo.
Nossa missão é provar que beleza e deficiência não são palavras opostas e que os aparelhos ortopédicos são acessórios de moda …

 Siga e apoie “Viver Eficiente ” nas redes sociais @vivereficiente e tambem no youtube programavivereficiente

 
foto: Kica de Castro
Continue Reading

Por Ai com Denny Silva

Sula Costa faz exposição inspirada no Batanical Garden de Nova York.

Published

on

A sala do  living do Espaço Ortobom Arquitetura e Design recebe mais um ambiente  que compõe a Mostra Permanente do Espaço, cuja proposta é  dirigida por Diogo Roque e idealizado pela World Art Show/Sula Costa.

 

O projeto da Mostra  é um jardim modernista inspirado no New York BOTANICAL  GARDEN  homenagem ao The living Art of Roberto Burle Max..

 

O living  Jardim Botânico do Espaço Ortobom. Arquitetura e Design  compõe de uma exposição Botânica Brazilian Modern – Inspirado no “The Living Art of Roberto Burle Max” mostrando conexões entre seus projetos paisagisticos e as artes que os definem por um artista moderno por excelência. Embora o artista tivesse um estilo muito diferente em seus projetos de jardim, não existia nem uma criação como estereótipo e, como paisagista, Burle Marx (1909 -1994) não usava qualquer técnica que modificasse a forma natural das plantas.

 

O Jardim Modernista do Espaço Ortobom Arquitetura e Design e inspirado no New York Botanical Garden – O caminho  margeado por plantas  nativas brasileiras é semelhante ao caminho das artistas que compõe o cenário das artes visuais do ambiente. Compõe o espaço living do Jardim Botânico do Espaço Ortobom: Carolina Moraes, Chris Barreto, Elisa Monde, Fabiañá Préti , Roselena Campos, Nelma Granja e Mariah Campolina.

O ambiente projetado pelas designers de interiores Ana Carla Pagliosa e Sandra Cantuariio

.The living room of  Ortobom Space Arquitetura e Design receives another ambiance that compose the Permanent Exhibition of  Ortobom Space of the Project directed by Diogo Roque whose project is idealized by the World Art Show / Sula Costa.

 

World Art Show promote  Botanical Garden at Space Ortobom Architecture & Design

 

The  project is a modernist garden inspired by the NY BOTANICAL GARDEN named after The living Art of Roberto Burle Max.

The Botanical Garden living at  Ortobom Space Architecture and Design comprises a Brazilian Modern Botanical exhibition – Inspired by “The Living Art of Roberto Burle Max” showing connections between his landscape projects and the arts that define them by a modern artist par excellence. Although the artist had a very different style in his garden designs, there was not even a creation as a stereotype and, as a landscaper, Burle Marx (1909-1994) did not use any technique that would modify the natural shape of plants.

The Modernist Garden is idealized by the World Art Show and inspired by the New York Botanical Garden – The path bordered by native Brazilian plants is similar to the path of the artists who make up the scene of the visual arts of the ambiance. The living space of the Botanical Garden of Ortobom Space is composed by: Carolina Moraes, Chris Barreto, Elisa Monde, Fabiañá Préti, Roselena Campos, Nelma Granja and Mariah Campolina.

The ambiance designed by interior designers Ana Carla Pagliosa.and Sandra Cantuario .

Continue Reading

Por Ai com Denny Silva

Joseph L. Frazier / Hankins usa momentos do cotidiano como inspiração para desenhar

Published

on

Há poucos dias atrás caminhando por Mount Vernon / NY me deparei com uma pintura que me chamou a atenção.

Nossa equipe foi falar com o artista americano Joseph Laquel Frazier / Hankins.

Joseph Laquel Frazier /Hankins,  29 anos, nascido em Manhattan, mas criado no Bronx, onde viveu com a mãe, padrasto, duas irmãs e um irmão mais novo.  

Mais tarde na vida, conforme foi crescendo, se reconectou com o pai biológico, o que acabou sendo uma bênção, pois conseguiram juntos compartilhar o mesmo talento, o desenho. 

“Lembro-me claramente de quando era muito jovem, aos três anos, quando percebi que sabia desenhar.  Minha avó me sentava à mesa com um lápis e papel e me fazia desenhar flores.  A partir desse momento, o desenho ganhou interesse e paixão.  Nunca fui à escola nem tive aulas de arte, foi algo que surgiu naturalmente.  Desenhar tornou-se uma parte significativa da minha vida e eu me envolvo nisso sempre que posso”.diz Joseph.

 Mesmo com uma infância difícil e mudado de abrigo em abrigo ou com as dificuldades da  vida , nunca parou seu interesse em pegar um lápis e desenhar, na verdade o influenciou.  “A minha paixão pelo desenho ensinou-me muitas coisas, a mais vital foi a versatilidade, ser sempre humilde e ter respeito por mim e pelos outros.  Muitas das minhas peças incorporam temas de vida, alegria, paz, igualdade de gênero, questões sociais e qualquer coisa que me inspire.  Minhas habilidades artísticas vêm de minhas outras habilidades, como soldagem, encanamento elétrico e engenharia mecânica, bem como pintura.  Quero usar minha arte como uma ferramenta para influenciar os jovens a lutar por suas paixões e interesses.  E para pintar a imagem de que não importa o que você vá na vida ou caminho que você escolha, sempre há uma luz no fim do túnel.  Para encerrar, acredito firmemente que a mente é uma coisa linda, uma vez que você entende o que está diante de você”. finaliza Joseph Frazier / Hankins

Para saber mais sobre Joseph, siga no instagram @josephlfrazier

Continue Reading

Trending

© 2020 FashionAlert