Connect with us

Por Ai com Denny Silva

ADRIAN ALICEA, o designer que representa a orgia do desafio, a Absolvição sem medo de retribuição.

Published

on

A temeridade de Adrian Alicea só é superada pela execução precisa de sua visão.

Vindo de uma familia tradicional portoriquenha ,Adrian cresceu em Nova York
Adrian começou sua carreira no mundo da moda não como designer, mas como modelo e dançarino. Foi descoberto na icônica boate “The Tunnel” dos anos 80 por Rae Dawn Chong, que o convidou para se apresentar no desfile de alta costura de Thierry Mugler Paris.
A partir daí, sua carreira decolou e com um esforço persistente, ele continuou trabalhando com os mestres da Europa: Hermes, Giorgio Armani, Jean-Paul Gaultier, Gianfranco Ferre, Vivienne Westwood e Patricia Fields e dividindo o palco com notáveis ​​supermodelos como Iman, Kate Moss, Christy Turlington, Debra Shaw, Veruschka von Lehndorff, para citar alguns. Adrian Alicea também foi capa da Vogue italiana e teve editoriais em revistas importantes como a Vibe.
Ele viajou o mundo como dançarino profissional ao lado dos lendários Willi Ninja e Grace Jones. Isso levou a duas performances eletrizantes em “Deep in Vogue” e “Waltz Darling” do multi-talentoso Malcolm McClaren.
Um belo dia Adrian resolve criar uma peça e foi aí que sentiu que era possível, não usa desenhos, todas as suas peças são exclusivas e únicas.
A inspiração de Adrian vem de pessoas que cometem erros porque nem tudo é perfeito e também de suas fortes raízes familiares em Porto Rico. A essência de sua linda mãe está gravada em cada desenho. Adrian Alicea foi abençoado com nove irmãs, que lhe deram a profundidade de compreensão da forma feminina. O fato de ele também ter verdadeiras fragilidades humanas o torna maior do que aqueles que não conseguem ver através da névoa da adulação.
Sua experiência humana transcende uma confluência emocional sentida por cada ser que adorna seus projetos.
Adrian Alicea é um novo romântico dos excessos românticos. Criando um conto de fadas disfarçado semelhante ao de um pirata, ele percorre os limites entre a inclinação hedonista irônica e os comentários muito sérios.Há um narcisismo carcinogênico insano e impiedoso. Há um grito ensurdecedor e sem fim
de “Eu quero mais!” – Earl Murray
Continue Reading

Por Ai com Denny Silva

Desenho animado brasileiro concorre à premiação de “melhor curta-metragem” no Reino Unido

Published

on

Série infantil A Turma do Sextou está na programação internacional da Amazon Prime

Trecho retirado do episódio “Uma Missão de Natal”, da Turma do Sextou.

O episódio “Uma Missão de Natal” do desenho animado Turma do Sextou foi selecionado para concorrer na categoria de “melhor curta metragem” no festival online First-Time Filmmaker Sessions. O evento é promovido pelo Pinewood Studios, no Reino Unido, e será realizado via Vimeo On-Demand.

Sinopse

A edição especial da Turma do Sextou conta em aproximadamente nove minutos a história de Bia e Jean, dois jovens contemporâneos que se divertem com aparatos tecnológicos e se deparam com a missão de ajudar o Papai Noel na véspera do Natal. Além de contribuírem para a entrega dos presentes, eles são comovidos pelo espírito natalino e renunciam ao que mais querem em prol de ajudar uma criança. Após entender o verdadeiro sentido do Natal, eles recebem presentes inesperados e escolhem presentear toda a comunidade com um presente em comum.

Assista o episódio no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=eoV27W2SDrY&feature=youtu.be

Esta é a segunda indicação da série a uma premiação internacional. A primeira foi em 2020, quando concorreu no mesmo festival com o episódio “Abre a farmácia”. Além de estarem disponíveis as versões legendadas na Amazon Prime do Japão, Reino Unido, Alemanha e Estados Unidos, os episódios já somam em duas temporadas mais de 800 mil visualizações no canal A Turma do Sextou, no YouTube.

Humor leve para toda a família

Todos os desenhos têm classificação livre, ou seja, são para todas as idades, e trazem situações do cotidiano contadas de forma bem humorada e leve com as versões gráficas dos roteiristas, radialistas, atores e dubladores, Jean Chambre e Lygia Beatriz.

Ambos são também apresentadores do programa de rádio independente A Turma do Sextou, juntamente com Beatriz Noronha e Lucas Daniel. Sob produção do jornalista e radialista Adriano Santos, o programa está temporariamente pausado devido à pandemia. Para acompanhar a turma nas redes sociais, siga “A Turma do Sextou” no Instagram, Facebook e Twitter

Continue Reading

Por Ai com Denny Silva

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas nomeou Fernando Garcia como seu vice-presidente executivo, relações com membros e prêmios.

Published

on

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas nomeou Fernando Garcia como seu vice-presidente executivo, relações com membros e prêmios.
Garcia liderará iniciativas de engajamento e divulgação para os membros da organização em todo o mundo de mais de 10.000 artistas, cineastas e executivos, e supervisionará os processos do Oscar® para inscrições, indicações, votação e votação. Garcia também trabalhará com o Escritório de Representação, Inclusão e Equidade da Academia e os Comitês Executivos de Filial na representação de membros e esforços de inclusão, aumentando a conscientização de diversos cineastas em todo o mundo que atendem aos critérios de adesão. Ele se reportará ao COO da Academia Christine Simmons.
“Fernando é um pensador inovador com uma profunda paixão por filmes e um verdadeiro apreço pelas pessoas que os fazem”, disse Simmons. “Ele se junta à liderança da Academia em um momento crucial, e estamos confiantes de que ele é a pessoa certa para liderar nossos membros globais e promover a missão da Academia de apoiar, identificar e promover talentos em nossa comunidade cinematográfica.”
Garcia tem mais de duas décadas de experiência no desenvolvimento de campanhas de marketing e publicidade para filmes em uma variedade de projetos e eventos especiais, festivais de cinema nacionais e internacionais, parcerias e promoções de marcas, acrobacias publicitárias, convenções e campanhas de premiação de filmes e televisão. Mais recentemente, ele atuou como presidente da The Fernando Garcia Company, onde seus clientes incluíam Amazon Studios, Disney, NBC, New Regency e Prime Video. Anteriormente, ele atuou como vice-presidente de projetos e eventos especiais na Paramount Pictures. Ele trabalhou em diversos filmes, incluindo “Dreamgirls”, “O Curioso Caso de Benjamin Button”, quatro filmes da franquia “Transformers”, “Homem de Ferro”, “Kung Fu Panda”, a reinicialização da franquia “Star Trek , ”“ How to Train Your Dragon, ”“ Mission: Impossible – Ghost Protocol, ”“ World War Z, ”“ Nebraska ”and“ The Wolf of Wall Street. ” Ele começou sua carreira na DreamWorks Pictures nos filmes “Almost Famous” e “Gladiator”, e ajudou a desenvolver o lançamento da franquia de filmes “Shrek”. Garcia trabalhou com grandes entidades de marketing e publicidade em todo o mundo, incluindo Reino Unido, Rússia, Hong Kong, China, Brasil, Itália, México e França. Ele é membro do Departamento de Marketing e Relações Públicas da Academia.
Garcia é graduado pela Escola de Artes Cinematográficas da University of Southern California e pela Annenberg School for Communication and Journalism. Ele faz parte do Conselho Ocidental do Actors Fund of America e trabalha com a Conservation International e a USC Alumni Association.
“Estou muito feliz por fazer parte da equipe de liderança da Academia”, disse Garcia. “Estou ansioso para trabalhar com eles para encontrar novas maneiras de reunir as pessoas incríveis que criam os filmes que todos nós amamos e para enaltecer grandes produções de todo o mundo.”
Garcia começa em 8 de fevereiro.
# # #
SOBRE A ACADEMIA

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas é uma comunidade global de mais de 10.000 dos mais talentosos artistas, cineastas e executivos que trabalham no cinema. Além de celebrar e reconhecer a excelência na produção cinematográfica por meio do Oscar, a Academia apóia uma ampla gama de iniciativas para promover a arte e a ciência do cinema, incluindo programação pública, divulgação educacional e o próximo Museu de Cinema da Academia.

Continue Reading

Por Ai com Denny Silva

Radicada em Nova York Ana Moioli fala sobre novos projetos.

Published

on

A  premiada atriz, produtora, escritora e diretora brasileira  radicada em Nova York Ana Moioli fala sobre novos projetos.
Sua carreira  em atuação abrangeu boa parte do  mundo , do Brasil à Rússia e de la aos Estados Unidos.
A artista é Co-Diretora Artística e Fundadora do Et Alia Theater, uma organização baseada em Nova York, fundada e liderada por mulheres de varias partes do mundo.
Ana  recentemente produziu e estrelou CherryBomb, uma série de TV que será lançada no Amazon Prime este ano .
Alem de receber prêmios e indicações por suas atuações no teatro e no cinema. Em filmes, alguns de seus créditos recentes incluem
 Elsewhere de Guilherme Pedra (Prêmio ASFF de Melhor Atriz;
Prêmio Especial do Júri do Brazil International Film Festival) e Julieta de Vicente Gonzalez (Curtas Independentes
Prêmio – Melhor Atriz Indicada).
Ana Moioli também estrelou em vários espetáculos teatrais,  como “Birds of a Feather”
(Festival Take Ten Play – Nomeada como Melhor Atriz), ‘Veinticinco’ (The Tank / dirigido por Attilio Rigotti),
‘Running in Place’ (Et Alia / dirigido por Isabella Uzcátegui) e ‘On How To Be A Monster’ (Et
Alia / dirigido por Federica Borlenghi). Sua peça ‘For The Time Being’ foi recentemente produzida no
NYWinterfest Festival, do qual também foi atriz principal.
Ela está se preparando para ser a co-diretora de Till Morning, curta-metragem de Luísa Galatti, em pré-produção. Tambem esta em  sua  lista de  projetos para 2021
produzir e atuar em  um novo projeto da Et Alia “Stella,Come Home”,
“Stella, Come Home é uma exploração dançante de um clássico americano através dos corpos das mulheres internacionais de nossa companhia. Fique ligado nos episódios semanais em nossas redes sociais – vamos revelando peças aos poucos.”

Para saber mais  sobre Ana Moioli, siga  nas redes sociais @anamoioli ou acesse o site www.anamoioli.com

Continue Reading

Por Ai com Denny Silva

Kica de Castro a fotografa que traz devolta a autoestima para pessoas com deficiência

Published

on

Kica de Castro a fotografa que  traz devolta a autoestima para pessoas com deficiência

Nascida em São Caetano do Sul, grande ABC de São Paulo. Fez faculdade em comunicação social com ênfase em publicidade e propaganda. Trabalhando em agências entre os anos de 1995 a 2000.
No ano de 2000, comecou a fotografar profissionalmente, eventos sociais e corporativos, o que faz até hoje.
No ano de 2002, Kica foi trabalhar como chefe de fotografia em um centro de reabilitação para pessoas com algum tipo de deficiência física e a demanda eram fotos científicas para prontuário médicos e artigos científicos. Ficando nessa função por 5 anos.
“As pessoas que chegam no estúdio da instituição, não tinham nada de autoestima … tirar foto era um momento de total invasão da privacidade, eles sentiam vergonha.
Resolvi transformar o setor em um estúdio fotográfico com a complementação de espelho, maquiagem e deixar rolar uma boa música durante a sessão … isso quebrou o gelo e as pessoas começaram a perguntar se eu fazia book para uso pessoal.
Assim fiz, usava parte de meu expediente para atender os mesmo, a preço de custo, filme e revelação … pos na instituição eu usava equipamento analógico. “
Fiz uma pesquisa, vi que tudo já tinha na Europa, realmente TUDO.” diz Kica
No ano de 2005, Kica cria um programa de TV, em uma emissora regional, na cidade de Osasco. Hoje usam mais as redes sociais, instagram e youtube.
No ano de 2006, Kica Faz  pós graduação em fotografia e no ano seguinte, 2007, deixa o seu emprego fixo e cria uma agência de modelos exclusiva para profissionais com  deficiência.
Com foco de dar reais oportunidades no mercado de trabalho, como atores nas artes cênicas e publicidades, assim como formar profissionais para editoriais de moda e passarelas.
Ao longo  anos, bons resultados, mas ainda não temos a inclusão como uma realidade. São poucos os trabalhos oferecidos para esses profissionais.
Objetivo do Viver Eficiente é dar voz e visibilidade para a dita minoria de pessoas com deficiência, que são 24% da população brasileira, em torno de 46 milhões de pessoas.
Não focamos no assistencialismo ou capacitismo, aqui de fato é reconhecimento pela eficiência de cada indivíduo.
Nossa missão é provar que beleza e deficiência não são palavras opostas e que os aparelhos ortopédicos são acessórios de moda …

 Siga e apoie “Viver Eficiente ” nas redes sociais @vivereficiente e tambem no youtube programavivereficiente

 
foto: Kica de Castro
Continue Reading

Trending

© 2020 FashionAlert